Arquivo para julho, 2010

31 de Julho

Posted in Dela on julho 31, 2010 by Maely

Déco,

 

E eu não sei mais dizer das coisas que eu penso, ou do que sinto e nem do que vivo. Porque vivo apenas porque existo. Há pouco descobri que estou morta. Morri no instante em que você foi embora, porque a minha vida nada mais era do que pequena extensão da sua. E agora nada mais importa. Morri porque enquanto você me falava sobre viver coisas boas ia aos poucos me tirando qualquer possibildade de. Porque eram apenas palavras, e enquanto eu ouvia não percebi que na verade estava morrendo. Simplesmente porque agora não é mais possivel acontecer nada que soe parecido com. Vida. E agora eu só sei saudade. E agora eu só sei distância. E esse nó no peito, quem desfaz? E as lembranças, quem apaga? E o tempo, quem retrocede?

Eu não esqueci você, nem seu aniversário, nem nada. Não esqueci todos esses meses, dias… Nem sei mais quanto tempo, parece uma vida inteira. Uma vida que não é minha. E ainda assim parece que foi ontem. O vinho não é mais suficiente, a vodka já não é mais minha amiga e agora eu sei que não vou encontar outro olhar tão cúmplice quanto o seu. E eu estou aqui, sabe. Todos os dias me perguntando por onde você estará, se ainda se lembra de mim ou se sente a minha falta. Mas o telefone sempre me lembra que o meu lugar é longe. 

Porque tem que ser assim? Eu não consigo entender. A única coisa que eu queria era ter você por perto, ao alcance… Nem que fosse só por.

 

Anúncios

23 de Julho

Posted in Dele on julho 23, 2010 by .

Eu queria ter algo que nos afastasse a dor. Porque sei que isso é o que é pra sempre. Uma pontinha de mágoa que, por Deus, tem mais força que a gente. No fundo eu só preciso de você e não do seu amor. Quem dera acreditar nisso.

Sem mais.

22 de Julho

Posted in Dela on julho 22, 2010 by Maely

Déco,

Eu preciso que você saiba que eu te amo.
Pra toda a vida.

Eu preciso estar longe porque eu te amo demais pra poder estar perto.