9 de abril

(escrito em 8 de abril de 2010 – A carta de ontem que nunca foi)

Você precisava me ver. E nem ao menos se parecia comigo. E qualquer coisa já dura mais agora. E ainda tem o coração. Tem também um rosto (geralmente igual ao seu) que parece estranho mas a gente olha e depois acaba esquecendo. Bem porque não é o mesmo. Dai que eu já consigo fazer as coisas sozinho. Consigo escolher o que comer no McDonald’s ou no Spolleto. Mas tudo tem uma compensação e eu não consigo mais ouvir algumas das bandas que eu gosto. É a minha permissão de continuar o que não devia. Típica auto-piedade.

Tenho visto gente nova e diferente. E eles são estranhos. Os colegas de trabalho são legais e tal… E a isso me basta observar, porque em algum momento acontece tudo e eu não quero mais perder nada. Tenho me divertido. Assim. O resto já não importa. Não mais. Mesmo que eu não faça disso a certeza que está tudo bem agora. Talvez nunca melhore de verdade.

E digo isso porque tenho vontade de adeus. “Adeuses” aos montes. Mas tenho sido mais livre que nunca. E isso me assusta muito. Aprendo a fingir ou o quê? As pessoas nem percebem ao certo. E eu descendo a mão no dane-se. Uma hora eu aprendo que não há o que aprender e dai continuo sorrindo. E os adeus serão menores ou mais precisos e preciosos. Como o tempo. Implacável.
Mas de felicidade, só se guarda no abraço. E te sinto falta nisso. Porque chorar a tristeza às vezes dói menos que chorar a felicidade. Tenho oitos pra ti.

O mesmo amor de sempre.

Anúncios

Uma resposta to “9 de abril”

  1. Super ironico…muito bom!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: